quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

O PEGADOR MACHÃO

Já viram o "pegador machão"? Esse é um tipo de ser que dificilmente será extinto de nossa espécie, pois existe o que se camufla e aquele que diz a que veio, o segundo tipo ao menos se declara machista de cara, e o outro não. De qualquer maneira os dois são péssimos!
Conheço alguns, mas não de ter amizade, já que é humanamente impossível tolerar esse tipo de homem, seja pessoalmente ou virtualmente. Se for alguém do trabalho, família, faculdade é só evitar a conversa e no virtual é só dar bloqueio imediato.
Esse tipo de cara trata a mulher como um nada, um mero objeto quando ela se mostra independente e toma a iniciativa ao estar a fim de um homem. E o "pegador machão" já diz logo que acha esse tipo de mulher vulgar (vadia), pois ao demonstrar interesse pelo cara e ir a luta significa, segundo o ponto de vista dele, que ela quer "dar" ( sim, esse é o termo que eles usam ), e se a mulher somente quiser sexo ou curtir qual seria o problema? Mas não, para ele essa mulher deve ser usada, pois não serve para namoro ou casamento, e nesse caso preferem as "virgens".
Além desse "pegador machão" temos o pior que é o "falsão" (o camuflado), esse é o machista aproveitador, já que incentiva a mulher a tomar a iniciativa na conquista, finge que é a favor da liberdade sexual feminina, mas quando está entre os amigos diz que esse tipo de mulher não vale nada e só deve ser usada. Esse tipo acaba sendo mais asqueroso que o outro pelo fingimento de ideias.
Recordo-me do que a minha amiga, Lorena ( @LohSEP ), falou sobre esse tipo de cara hahahaha ela disse que ele deve ter medo do desempenho sexual dele ser comparado com o de outros homens...e pensando bem faz muito sentido! Sim, é um Maria-mole inseguro que tem medo de levar chifres. E eles que continuem achando que as mulheres "virgens", quietas, com pouca experiência são as "santas", lembro-me de uma personagem da Juliana Paes, a Creuza, que era uma beata ~fervorosa~, e as escondidas aprontava todas nas realizações de suas fantasias sexuais, e durante o dia junto de sua comunidade julgava as outras mulheres, e o pior é que existem muitas mulheres assim também. As pessoas alimentam esse preconceito e dão margem para que esse machismo perdure.
Novas gerações vindo aí, e ainda somos obrigados a conviver com essa mentalidade imbecil de homens machistas e mulheres que também pensam assim.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

É LEGAL A SUPEREXPOSIÇÃO DE RELACIONAMENTOS NAS REDES SOCIAIS?

Quando estamos amando ou gostando de alguém queremos mostrar a nossa felicidade para o mundo todo, lógico! Mas até que ponto isso é bom? Sei que devemos deixar claro que não estamos mais sozinhos para possíveis interessados, mas ficar sempre mostrando a nossa paixão pelo outro em aberto, parece-me não ser tão legal, e aprendi isso por experiência própria e também conversando com algumas amigas que têm essa mesma opinião, e procuram não se expor tanto.
Querendo ou não quando demonstramos estar felizes os amigos também ficam, porém há aqueles que não gostam de você e irão mandar vibrações negativas, e até aquele que "goste" poderá emanar uma inveja sem querer, e sou dessas que acredita sim em vibrações sejam boas ou más. Afinal, por que existem as seca pimenteiras? E tem gente que faz murchar plantas como a arruda só com um olhar. Se as coitadas das plantas são atingidas por olho gordo....imaginem a gente?! Tenho medo mesmo hahahaha
Não quero dizer que os relacionamentos acabarão por conta da negatividade dos outros, isso também não acredito, mas que poderão contribuir para uma desarmonia...isso podem, e não falo de olhar e pensamento, mas de intrigas com frases jogadas nas redes.
Há homens e mulheres que vêem que você está super bem com alguém, e nas redes sociais resolvem dar aquela cutucada em você ou no(a) seu(sua) parceiro(a) só para instigar, envenenar e se não dessem conta de nossa grande felicidade "mega exposta", talvez nem mexeriam com um ou outro, pois há pessoas que curtem ver o circo pegar fogo entre casais que estão bem, incomodam-se com a felicidade alheia. É! Temos as "vagabas" e os "vagabos" de plantão que ficam "bem", causando brigas entre os casais e se sentem satisfeitos se rolar um chifre ou deixando a desconfiança no ar. Infelizmente é isso, não podemos mostrar a nossa felicidade, emaná-la, pois os que estão infelizes (aliás, porque querem) tentarão contribuir para a nossa infelicidade.
Devido a isso, hoje exponho-me bem menos para os outros na web, e obviamente não deixo de postar fotos, ou mandar uma mensagem em aberto, mas isso não acontece constantemente (energia ruim desaquenda de mim hahaha), somente os meus amigos e alguns familiares sabem como está a minha vida afetiva, e alguns que me stalkeiam acabam descobrindo hahahaha e claro que se algum homem estiver interessado em mim, já aviso que não quero saber, pois o meu coração está muito bem ocupado, obrigada!
Há também outro ponto ruim para a superexposição do relacionamento, quando o mesmo acaba todas as pessoas que acompanharam o seu romance "diário" querem maiores explicações sobre o fim, daí você se sente o ~famoso~ e pensa em mandar uma nota para o site Ego explicando os motivos do fim hahahaha é demais! E quando os casais se expõem menos, até o término acontece sem grandes burburinhos nas redes sociais.
É isso! Menos exposição, menos olho gordo e mais felicidade!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

A MULHER MODERNA É FÁCIL? POR QUE FÁCIL?

Ser mulher não é fácil, ser humano não é fácil, após o feminismo grandes conquistas foram alcançadas, mas como eu já disse em outro texto tenho umas ressalvas quanto a alguns pontos de vista feministas, pois prefiro o equilíbrio ao extremismo. Refletindo um pouco sobre o tema sugerido pela amiga Bruna ( @buubs_s ).
As mulheres ainda continuam na luta por direitos iguais em relação ao trabalho e também quanto a liberdade sexual.
Vivemos os "tempos modernos" no mundo ocidental, onde temos direitos quase iguais aos dos homens, porém ainda assim somos julgadas tanto por homens quanto por mulheres em nossos relacionamentos sexuais e também na vida afetiva.
Quando, nós mulheres, estamos seguras e não temos receio algum de nos entregarmos somente ao prazer, ainda somos rotuladas de "galinhas" e o homem continua sendo o "garanhão", o tal pegador. Infelizmente, esse tipo de julgamento machista ainda existe, e ambos os sexos o praticam. Ainda vejo garotos e garotas falarem esse tipo de besteira, como o de achar feio que as mulheres tomem a iniciativa quando está interessada em alguém. Pois é! Adolescentes com esse tipo de ideia retrógrada, ainda hoje!
A mulher pode ser independente, morar sozinha, ter um excelente padrão de vida, mas se escolhe não se casar e não ter filhos ainda é vista como a solteirona encalhada, já o homem se faz a mesma opção é visto de modo natural. E se ela sai demais, paga as próprias contas e gosta de curtir a vida...não é tida como uma mulher moderna, mas sim a fácil. Seria inveja das pessoas por enxergarem nela a felicidade que não conquistaram? Muitas vezes acho que sim, pois no que o modo de vida de um homem ou mulher que não estão fazendo nada de criminoso pode incomodar ao outro? E olhem que eu sou dessas que julgo também, mas há de se pensar na imbecilidade de certos julgamentos.
Por que cercear o prazer de uma mulher? Quando conseguimos nos libertar desses fantasmas, inclusive religiosos que impõem a castidade (aceito se for uma escolha da própria pessoa e ela está bem mantendo-se virgem), mas se não for ela quem escolheu, deve se libertar desse moralismo hipócrita que ainda vê somente com bons olhos o homem que transa muito, e arrasa a mulher que faz o mesmo.
E ainda existem homens que dizem achar o máximo as mulheres com atitude, que tomam a iniciativa e são seguras, mas quando estão entre os amigos dizem que usam esse artificio para "pegar" a mulherada e preferem as "virgens" para namorar e casar.
Até quando a humanidade continuará com esse pensamento? Infelizmente acho que isso perdurará, e acho que cada um deva lutar por sua felicidade, seja coletivamente ou individualmente, pois onde houver uma pessoa segura emanando felicidade, liberta de "convenções", fará com que o outro ao menos reflita sobre as suas atitudes.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

SEXO: NA HIDROMASSAGEM DO MOTEL, NA ÁGUA DO MAR...BOM?

O dilema sobre sexo em lugares que contêm todos os tipos de bactérias possíveis. Fazer ou não? Na última semana rolou um vídeo de um casal transando no mar, e num local bem movimentado, em pleno carnaval e parece que ambos estavam bem alcoolizados, e assim foram "contaminados" pelo tesão...péra! Contaminação?! Sou nojentinha, confesso, e pensar em transar naquela água suja não é para mim hahahaha...talvez numa praia deserta, num mar onde o esgoto não seja despejado, mas mesmo assim a água não me empolga muito, pois também não sei nadar hahahaha não sinto muita atração, e não recrimino quem curta, afinal é válido para o prazer, mas água suja por favor, não gente!!!
E as banheiras dos motéis?! Entrar ou não? Elas estão totalmente limpas foram descontaminadas? Hahahahahaha sinto inveja de quem não liga para isso, pois é tipo uma paranóia, acho que só se me jogaram bêbada na hidromassagem. Li o relato de uma mulher que somente entrou na banheira de um motel porque tinha sido a inauguração e tinha a certeza de que ninguém havia entrado anteriormente.
Sei que existem pessoas que enchem a banheira com água bem quente para tentar higienizar, sentir menos nojo, mas acaba sendo desconfortável encarar aquilo com prazer se você não está a vontade e não curte o local. Fiz uma pesquisa rápida e descobri que há pessoas que levam desinfetante/álcool e dão uma limpada na banheira. Algumas coisas acho que são válidas e somente não podemos entrar numa piração ou a neura poderá se transformar em doença, tipo aquelas pessoas que têm "mania de limpeza". Desconfiar da limpeza dos locais que frequento é de lei, mas procuro não encanar demais, ou deixarei de fazer as coisas (risos), e não falo somente de motel, mas de restaurantes também, pois não vemos como a comida foi preparada e como as louças foram lavadas.
Tem gente que irá falar que em piscina corremos mais riscos de sermos infectados por alguma doença por ser freqüentada coletivamente, e ainda há crianças ou pessoas que podem fazer um xixi na água ou estejam com alguma doença, pois é! Mas como disse, isso vai do gosto de cada um, se você não está nem aí, está liberto de qualquer paranóia vá em frente, mas se você não está é melhor curtir do seu jeito e transar no local que lhe deixe bem.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

BATE PAPO ENTRE MULHERES TEM CERVEJA E FUTEBOL

E está formado o nosso clube da Luluzinha, só que num bar e regado a cerveja. Sim, rapazes bebemos e ainda falamos sobre futebol com elogios, táticas, cornetagem e pitadas de veneno.
Quando a mulherada se reúne, ao menos as minhas amigas, conversamos de um tudo, e se for num domingo assistiremos uma boa partida de futebol, com direito a xingamentos, lançamento de pragas aos jogadores e arbitragem. Falamos sobre esquema tático, o perna de pau que deve vazar, quem o técnico deve escalar, como a falta deve ser batida, se foi pênalti ou não, se houve impedimento no gol, cobramos o cartão (amarelo ou vermelho) e na hora do gol comemoramos e vibramos muito, do nosso jeito. Em momentos menos tensos conseguimos falar sobre as nossas vidas, sobre a vida alheia, sobre os nossos sonhos, o nosso passado, além de analisarmos burrices que já fizemos, é tudo muito louco! Conseguimos prestar atenção no jogo e fazermos as nossas confissões mais secretas de forma natural, assim como destilamos o nosso veneno falando de outras pessoas que julgamos insuportáveis, incoerentes, malas, enfim, temos a necessidade disso, afinal somos humanas! E as apreciadoras de cervejas que começam a falar sobre os sabores e a temperatura ideal, e daí vem aquele momento em que parecemos um pouco com os homens, só que não...pois fazemos e apreciamos ao nosso....falando em cerveja me deu aquela vontade de tomar uma Baden Baden Golden...hummm com aquele sabor de canela.
Falamos muito sobre os micos que pagamos, as tirações de sarro, e obviamente sobre sexo, dúvidas, coisas que descobrimos, coisas que não fazemos hahahaha ou experimentamos, ou algo que falhou hahahaha...entre amigas de verdade não há segredos, e pelo que já ouvi os homens com os amigos não são assim. E sim, isso comprova que as mulheres falam demais, porém diferente dos homens que parecem contar mais vantagens, nós falamos de tudo, incluindo os nossos fracassos. Sou dessas que têm mais amigas mulheres do que homens, e sou feliz assim, pois vejo muitas dizendo que têm mais amigos homens porque eles são mais verdadeiros, já eu não tenho esse problema, pois entendo cada uma de minhas amigas e as amo cada uma de seu modo particular e do seu jeitinho com ou sem TPM. E eu que não tenho TPM, sou a divã das amigas e adoro!!! Gosto de ser mulher, de ouvir todos os tipos de histórias e segredos, esse nosso veneno e a nossa doçura que se misturam, essa nossa bipolaridade e essa nossa espontaneidade que sai de uma maneira natural quando confiamos uma na outra e vem sem máscara alguma, e vamos combinar que não é tudo que falamos para um amigo (homem), já que existem coisas que somente nós entendemos e nem aquele nosso amigo gay compreenderá.


sábado, 23 de fevereiro de 2013

"MIM SEGUE QUE EU TE SIGO DE VOLTA" / #PALMEIRENSESEGUEPALMEIRENSE

Por que Deus, esse tal de "mim segue que eu te sigo de volta? Qual o objetivo disso? E a maioria das pessoas ainda escrevem a frase incorretamente, daí você vai até o perfil da pessoa no twitter e constata que ela está mandando a mesma frase para trocentas pessoas!! Se há um objetivo como o de obter algum lucro, ou se tornar um web humorista nas redes até entendo, ou o que seja, mas mesmo assim, esses não utilizam esse tipo de artifício, se bem que uns usam o tal do Big follow para ganhar seguidores hahahaha até conquistar uma "fama" na social web. Cada um usa as armas que tem.
Agora, por que eu vou "seguir" alguém que não interage e não mostra conteúdo em seu perfil? O que essa pessoa irá obter ganhando mais seguidores? Ganho de status? A pergunta que não quer calar.
Vou citar outro exemplo de idiotice que acontece no twitter, que eu como palmeirense ainda tenho de agüentar que é a hashtag #palmeirenseseguepalmeirense afff....socorro, gente! Hahaha e os meus amigos sabem que odeio isso e ainda me alopram, pois mandam RTs com cópia para mim quando algum indivíduo manda uma dessa. Vamos combinar que em qualquer torcida existem aqueles seres insuportáveis que você jamais terá amizade e adicionar/seguir em redes sociais nunca, nem por educação. E como sou chata quando me pedem para add ou dar follow já crio uma repulsa instantânea, sorry, mas sou assim. Se o ser ainda puxar uma conversa e tal, ainda dou uma chance e vejo se é legal acompanhar, mas se não for eu desisto e parto para o unfollow. E se ficar com o #mimimi vai para o bloqueio, pois não sou obrigada!
Vejo uns reclamando de corintianos, são-paulinos e santistas e dizem que preferem não seguir para não se estressarem com piadas, e respeito a opinião, mas eu prefiro conviver com amigos também de outras torcidas para obter outros pontos de vista e também conversar sobre outras coisas, já que a minha vida não se restringe a ser palmeirense, sei que é difícil, pois gostamos de conversar com aqueles que concordam com tudo o que dissemos, mas para mim isso não funciona, já que não há como qualificar alguém como melhor só por torcer pelo mesmo time que o meu. E por esse motivo prefiro dispensar palmeirenses malas que não acrescentam nada em minha vida, e só enxergam o seu lado, e vivem xingando os seus e se achando os tais.
Resumindo, o "mim segue que eu te sigo de volta", o "palmeirense segue palmeirense" e qualquer outro apelo para ganhar "seguidores" é um porre e comigo não funciona.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

SEGURAR? QUANDO ELE CANTA AQUELA MÚSICA...

Mais um post inspirado num papo com a minha amiga Lorena Gomes, e lá vamos nós...quando o homem canta aquela música que nos excita, tipo Is This Love do David Coverdale...ai ai Brasil! Qual a mulher que não enlouquece? Eu adoro ouvir cantores com vozeirão, e por isso ainda curto o vocalista do Nickelback, o Chad Kroeger, cantando Hero do Homem-Aranha ( podem me julgar), além de pirar na voz do Chris Cornell cantando Black Hole Sun.
Uma coisa é real, a maioria das mulheres piram em homens que sabem cantar e se tiverem aquele timbre de voz grave, um pouco rouco, e cantarem estilo o Eddie Vedder ou o David Coverdale não dá para se controlar, e se tiver bebido então hahahaha nem o cabresto segura...ops, péra! Sim, a bela voz de um homem cantando pode fazer uma mulher subir pelas paredes, e ela poderá se entregar facilmente aos seus desejos.
É difícil não sermos encantadas por um homem que saiba cantar, e comigo pode cantar The Beatles, Aerosmith, Lenny Kravitz, David Coverdale, Pearl Jam, Kiss, enfim a minha lista de bandas, cantores e músicas é bem extensa.
Voz grave e rouca é para acabar! Não falo de locutor de rádio, afinal nem todo locutor sabe cantar e para isso se deve ter um charme, um carisma, um sex appeal, e então só de imaginar que tenha alguém cantando bem e ao pé do meu ouvido...é para me derreter hahahaha haja controle, e há momentos em que eu não tenho! Só que nunca ninguém cantou ao pé do meu ouvido, então isso fica até o momento como um sonho. Todos nós temos os nossos pontos fracos referente aos fetiches, alguns são únicos em cada um, pois existem os bizarros, e aqueles mais comuns como esse de alguém cantando para você. Acredito que tenham mulheres que devam achar isso brega ou brochante e outras que adoram essa ideia. E como sou apaixonada por música, logicamente, esse tipo de sedução consegue me encantar e muito!
Tipo o Reginaldo Rossi cantar para mim eu não irei curtir hahahahaha tô sartando de banda!!! Cantarei HELP dos Beatles e fugirei do local, mas sei que existem umas mulheres que devem sentir um tesão na voz do Reginaldo. E como eu disse tem que ter um charme, todo um contexto e com uma boa química, obviamente, ou do contrário o cantor levará um abacaxi para casa.


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

AINDA É TABU: SEXO NO PRIMEIRO ENCONTRO

Um tema bem lembrado pela querida Bruna ( @buub_s ) que é o "sexo no primeiro encontro", pois é! Infelizmente, ainda parece ser um tabu por ainda vivermos num mundo machista.
E então começa o dilema quando estamos com alguém no primeiro encontro, mas isso depende também do contexto, pois há situações em que não irá rolar o sexo de cara porque o momento é outro e pode acontecer de ambos serem bem tímidos e irem deixando os encontros acontecerem de modo natural sem forçar muito a barra. Porém o nosso maior problema é a nossa mente que dependendo da situação comece a trabalhar freneticamente e os monstros crescem e lá vem as tais perguntas: o que ele vai pensar de mim se transarmos agora? Será que ele irá me procurar depois? Será que ele diz que isso não importa somente para me comer e depois dar um tchau? O que as minhas amigas irão pensar sobre mim? Sou uma piranha?
A maioria das famílias ainda são machistas, cercadas pelas regras da boa moral e dos bons costumes, e olha que sou balzaca, e vejo as minhas amigas de 20 anos sofrendo os mesmos dilemas que sofri há 10 anos atrás, pois ainda vivemos na prisão cercada pela hipocrisia de nossa amada sociedade que acha vulgar termos o direito ao prazer. E os garotos que na frente da mulher dizem que ela pode tudo, mas quando estão entre amigos dizem que a garota é só para pegar e não serve para namorar, esses cafajestes continuam nascendo e crescendo em meio a nossa amada sociedade falsa moralista, e o "melhor" é que ainda encontramos garotas que têm esse mesmo pensamento e discriminam as mulheres que têm essa atitude.
O bacana é quando encontramos um cara de cabeça legal, principalmente, quando temos todos esses dilemas, e nos deixa a vontade em nosso primeiro encontro e faz com que nos entreguemos sem medo de ser feliz e sem pensar no amanhã, ou naquilo que vou sentir, no que ele vai pensar e no que os outros irão dizer. Querendo ou não quando estamos a dois temos a necessidade de sentir segurança quando estamos com alguém, mesmo que seja por um momento...sentir a libertação plena, sem culpa e com prazer.
Sigo o pensamento que devemos fazer a dois aquilo que tenhamos vontade de fazer, o mais importante é sermos felizes, e se possível nos libertando dessas amarras que ficam em nossa mente o tempo todo. E se há pessoas que nos botam para baixo, devemos nos livrar delas e procurar pessoas que nos elucidem a mente e nos faça ter uma visão mais clara sobre os prazeres que nós, mulheres, temos o direito de termos sem culpa alguma.


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

APELIDOS PARA O ÓRGÃO SEXUAL MASCULINO? OH WAIT?!

Tem quem goste de ter o seu órgão sexual apelidado, mas não sei se a maioria curte tê-lo apelidado. Então vou ao assunto, esse que começou numa conversa com a Lorena Gomes, e sempre rende algo (risos).
Eu, particularmente, nunca apelidei e ninguém também jamais pediu, pois geralmente fala-se "pau", "pica" ou "rola" mesmo hahahaha, mas têm os caras que gostam e nessa pesquisa a Lô descobriu um amigo que tem o pênis com o codinome "jeba", e então como seria esse jeba? Grande talvez? Pequeno não deve ser, sei lá hahaha esse apelido não me transmite tal sensação, mas como não o conheço não sei o que vislumbrar, e acredito não ser algo ruim. Já o "cajú" nos faz imaginar algo, pois sabemos o formato da fruta, daí também não sei se o dito cujo é chamado assim pelo formato ou por ser gostoso, mas a fruta não é das mais saborosas, enfim tem as suas fãs hahahaha
Em minha pesquisa descobri um chamado "chico", não acho muito bacana, pois me lembra menstruação (risos). E aí como é que tá o "chico" hoje? Lembrei daquele ditado "o mesmo pau que bate em chico bate em Francisco". Oh glória!
Descobri um que tem o apelido de "danado", até que esse passa tranqüilamente sem grandes alardes, mas vi que tem alguns que usam o próprio nome no diminutivo para apelidar o pênis, se o nome é João, então será o "joãozinho".
Esses achei num fórum da Men's Health, de Portugal, e são do mesmo cara: Hulk (porque quando o chateiam fica enorme), Travão de mão (em utilização a solo) e Alavanca de Arquimedes (quando passa a servir de cabide). Esse cara nem se acha o TAL né?!
No site Humor Feminino são citados alguns homens famosos que davam nomes aos seus pênis. Veja alguns exemplos:
- Em suas peças, o dramaturgo William Shakespeare (1564-1616) chamava o dito cujo de “flecha do amor”
- Na China, os manuais sexuais inventaram vários sinônimos para o pênis. Haste de Jade, Pássaro Vermelho e Pilar do Dragão Celestial.
- O presidente americano John Kennedy (1917-1963) apelidou o seu de “JJ”. Numa carta ao amigo Lcon Billings, ele escreveu: “JJ nunca esteve em melhor forma e nunca praticou tantos exercícios”.
- Yoko Ono chamava o de seu falecido marido, o beatle John Lennon (1940-1980), de wonky (fragilzinho).
- Charlie Chaplin (1889-1977) referia-se ao seu como “a oitava maravilha do mundo”.
Pesquisando encontra-se de um tudo de diminutivos a aumentativos, adjetivos que significam virilidade e força, nomes próprios, nomes de animais, e alimentos (mandioca, nabo, pepino, cenoura, sabugo), além das palavras de baixo calão.
Agora o pior é quando a mulherada apelida com nomes terríveis e faz o homem brochar, então o melhor a se fazer é dizer logo que não gosta e quem gostar que o apelide.


terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

MULHERES E A VERGONHA DE USAR O BANHEIRO

Nós mulheres, no início de um relacionamento ou encontro, não curtimos mostrar o nosso lado sujo de cara hahahaha que é ir ao banheiro, principalmente, se for no motel ou na casa do ficante ou namorado, pois a maioria não quer emitir qualquer som que seja. E é sabido que sofremos para ir ao banheiro, fazer o número 2 (cagar) quando mudamos de ambiente, pois o nosso psicológico trabalha nisso bonito e nada sai nada, absolutamente nada, do intestino, acredito que uma minoria consiga tirar isso de letra, mas é bem complicado hahahaha
Não é a toa que temos um iogurte criado para as mulheres que sofrem desse mal, sair soltando gases por aí não é para qualquer uma, já que a vergonha segura isso ferozmente, além disso somos mais chatas e temos os nossos nojinhos, em relação, ao banheiro que freqüentamos, e assim somam-se diversos fatores, e acho incrível como os homens levam isso de boa hahahaha até nisso sofremos! Mas também acontece de irmos ao banheiro e sem querer soltarmos um pum hahahaha e o pavor de que alguém tenha ouvido o barulho?!?! Pânico total! Sempre imagino aquela cena do Debi & Loide, em que um deles toma o laxante e vai parar naquele banheiro, soltando vários petardos, e descobre que a descarga está quebrada hahahaha e ele surtado jogando papel higiênico na privada hahahaha e se acontece uma dessas num banheiro que não é da minha casa?!?! HAHAHAHAHAHA Oh wait?!?! Quantos monstros criamos para nos aliviarmos...affff....
Muitas de nós não conseguem ir em banheiros de shoppings, de bares, de casas de amigos(as), de hotéis, enfim, vários lugares, e o negócio só vai piorando e somos obrigadas a utilizar o laxante ou supositório...não é fácil não, amiga!!! Digo porque tive que trabalhar bem o meu psicológico, pois tenho que ir ao banheiro no horário certo, e se não fizer ferra todo o meu dia...tenso! Pois não sei arrotar hahahaha por que ser tão mulherzinha?!?!?! Gostaria muito de poder fazer isso, mas não sei!!! E acredito que muitas outras mulheres também não saibam fazer ou não têm coragem e travam. E esse papo é bem difícil para nós falarmos, por ser algo de muita intimidade, e precisamos nos sentir bem a vontade para "destravarmos". Temos que nos soltar, literalmente! Temos que trabalhar muito o nosso cérebro! E a nossa saúde deve estar em primeiro lugar, e que se lasque a "etiqueta", adeus ao glamour no banheiro.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

HOMENS E MULHERES: A PROPAGANDA ENGANOSA

Há alguns dias o Lucas Amorim e eu conversamos sobre homens e mulheres que falam demais e nada fazem na hora H, pois é! A velha história da propaganda enganosa, o tal do fala muito, fala muito!
Triste! Algumas pessoas querem impressionar a presa e na hora do vamos ver aquela expectativa criada vira uma grande decepção, e a teoria mais uma vez prova ser bem diferente da prática. Afinal sexo é bem diferente para cada um, pois o que pode ser maravilhoso para um pode ser horrível para outro, mas o que cito aqui refere-se ao homem que diz fazer a mulher ver estrelas, ter orgasmos múltiplos, mas não faz nada e ainda acaba brochando. E ainda tem aquela mulher linda, gostosa e super sexy, mas quando chega na cama é como se fosse uma boneca inflável, já ouvi relatos de homens sobre esse tipo de mulher. As pessoas demonstram aparentemente ter aquela vontade sexual, mas não fazem nada ou são um desastre.
O sexo é algo bem particular, quando escrevo sobre o assunto é como se eu me desinibisse mais, porém sem fazer autopromoção, pois é um aprendizado, e de repente eu faço algo que faça o cara pirar e fico achando que não fiz direito hahahaha ou acho que fiz algo super bem e o resultado não foi o esperado, por essas e outras não consigo dizer que mando bem e sou expert no assunto. Tem dias que a pessoa está super inspirada e virá o furacão e outros que é o basicão hahahaha ou acontece de um ou outro brochar, já que ninguém é de ferro. Sexo é muito, muito, muito bom, porém ficar se achando o tal, o máximo, vai além e não é assim que o processo funciona.
Por essas e outras prefiro o estilo mineiro hahahaha quietinho e sem criação de expectativas, falar sobre sexo é ótimo, claro! Acho importante falar sobre os micos, o que está bom ou ruim, o que achou estranho, mas sem dizer que é o "fodão" ou a "fodona", pois é bem melhor se surpreender na hora H...sem falsas expectativas, e se ocorrer algo não legal foi sem mentiras e fica bem mais fácil contornar a situação e tentar novamente.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

TAMANHO É DOCUMENTO?

Estava assistindo, essa semana, o programa Mulheres Ricas, e a Val Marchiro lançou a questão sobre se tamanho é documento para as outras mulheres no programa hahahaha lembro-me que a Regina Mansur elogiou o marido, e as outras mulheres não falaram mal de nenhum outro, mas disseram ser importante o tamanho, e claro também como o sexo é feito, independente do tamanho ou não.
Pois é! As mulheres comentam isso também...sobre o tamanho do pênis (cheguei a citar num outro post sobre). E, é obvio que há um tamanho médio padrão, mas quando é pequeno ou grande demais assusta a mulherada hahahahaha e não é legal!
Vejo constantemente, nas redes sociais, mulheres falando sobre tamanhos e dizendo ter preferências por um bom tamanho, porém sem exageros, e sempre levando na brincadeira. Além disso rolam as piadas infames sobre os homens negros que são grandes, e os orientais que são pequenos, mas pode acontecer de não ser bem assim. E digo que nem todo homem grande tem tudo grande, e nem todo homem pequeno tem tudo pequeno. Há surpresas! Assim como os mitos sobre quem tem pé ou mão grandes.
Não sei se acontece entre os homens de ficarem reparando no tamanho de um e de outros, quando na adolescência, nos banheiros e vestiários, mas creio ser uma preocupação saber se o tamanho está dentro da normalidade hahahaha
Quando uma mulher está muito apaixonada, pode conseguir levar numa boa certas diferenças, mas algumas não conseguem manter a relação, infelizmente essa é uma verdade, já que um BOM sexo é necessário para muitos, então fica difícil se o parceiro não conseguir fazer algo que melhore a performance. Como eu já disse não sou especialista em nada, e cito situações, exponho o meu ponto de vista e procuro expor outros lados, mas fato é, que esse item é importante para ambos, por estarmos falando do tal "orgulho masculino" e do desempenho sexual que pode ser afetado.
Uma coisa posso dizer, toda mulher já teve uma surpresa boa ou desagradável ao descobrir o pacote hahahaha


CIÚMES: EU ME MORDO?

Não sentir ciúmes? É quase uma missão impossível para mim, até consigo não demonstrar, mas a sensação está ali. Gostaria de não sentir, mas como a insegurança nos pega de vez em quando não há como, além disso há o sexto sentido que nos indica algo, e posso dizer que na maioria das vezes ele está certo.
E nas redes sociais vemos bem como ele funciona, pois se as conversas são em aberto dá para pegarmos algo diferente "no ar" em alguma frase e então começamos a stalkear. Sim, eu faço isso! Assim como muitos fazem e por conta disso relacionamentos chegaram a ser desfeitos.
Já disse aqui que sou das antigas, e prefiro ser cortejada, logo se estou solteira, os homens é que chegam até mim, mas acontece também de eu não estar solteira e receber umas cantadas, e como lidar com isso? Tento agradecer algum elogio e manter uma conversa sem dar brechas, mas se o interessado insistir, então falo a real e digo que estou com alguém e não estou a fim.
Mas e as mulheres que vão para cima dos homens compromissados? Já ouvi de relatos de alguns homens dizendo que umas mulheres pegam pesado, vão para cima mesmo! Errado? Talvez, pois o homem também se não estiver a fim deve dar o corte. E não estou pregando aqui o "falso moralismo", mas sim a questão CIÚMES! Pois existe um casal, e creio que cada um saiba o que o outro sente e também tenha a noção da "medida do ciúmes", e quais as consequências que um assédio, recebido ou enviado, acarretará.
Sei que provocamos também por vezes, para mostrarmos que se não cuidar direito há outros interessados, mas não podemos errar nessa massa ou o bolo desanda, pois se querermos estar bem com o outro não podemos ficar com joguinhos o tempo todo. E para que tudo flua bem é necessário prestarmos atenção no comportamento do outro e também no nosso, pois se eu sei que a outra pessoa não está curtindo "liberdades" que eu estou dando, eu devo saber dosar, mas é óbvio que sem mudar a minha personalidade e assim tornando-me um alguém infeliz. Compartilhar a vida com um parceiro não é nada fácil e concessões serão feitas, se eu sei que a pessoa não gosta de determinado comportamento meu, irei me analisar e se eu achar que realmente não está legal, mudarei sim, principalmente, se for algo que eu também não gosto que ele faça hahahaha

O TIPO PAVÃO

Esse tipo é o mais fácil de encontrarmos por aí, afinal todos nós somos um pouco pavão, já que gostamos de aparecer bem garbosos e atrair a atenção das pessoas dependendo do ambiente em que estivermos.
Mas o por quê escolhi o pavão? Primeiro por ser "macho" e ele é o que melhor representa a "vaidade masculina", e mostra-se todo pomposo, e segundo porque ele usa a sua beleza para atrair a fêmea. Pois é, até no mundo animal a beleza se faz necessária para atrair o olhar do outro.
O homem pavão gosta de se cuidar, e faz uso de sua beleza natural e assim escolhe o que ele tem de melhor fisicamente ou intelectualmente, por isso ele não precisa ser o bonitão, e por ser impetuoso sabe tirar vantagem daquilo que ele tem de belo para atrair a mulher, pode ser um bom papo, a barba (muitas mulheres são fissuradas em barba), o bumbum, os ombros largos, enfim ele vai ter um ponto chamativo e que o fará se destacar dentre os demais pavões.
O pavão é apaixonante à primeira vista, mas com um pouco mais de tempo a paixão vai se esvaindo, pois ele tem a necessidade de atrair outros olhares e quer sempre estar em destaque, um belo exemplar do ser egocêntrico. Ele adora estar cercado por mulheres e quer conquistar todas e para isso mostra demais o seu rabo/cauda. E é nessa situação que ele acaba se perdendo, pois diferente do animal pavão, o homem que quer ser o centro das atenções acaba sendo desinteressante para as mulheres, pois quem mostra demais o rabo, está mostrando a bunda hahahahaha
No site vidaeestilo do Terra são citadas algumas variações do homem-pavão, segue abaixo:
1) Paquerador compulsivo: sempre conta o histórico sexual das meninas com quem saiu;
2) Ciumento: não só da namorada, mas dos amigos;
3) Esportista: só fala dos exercícios que faz na academia;
4) Fanático: o que tenta converter para sua religião ou esporte preferido;
5) Nostálgico: não consegue contar um caso sem relembrar a história desde o início;
6) Vidente: se você fez algo que não deu certo, ele responde: eu sabia etc. etc;
É bom sempre estarmos atentas diante de um homem-pavão.



QUANDO A CARAPUÇA SERVE

Mais um fenômeno das redes sociais que deixam as pessoas lisonjeadas, só que não, que são as frases que postamos para alguém especificamente, mas outros alvos são atingidos. Sim, também chamadas de INDIRETAS, mas o que cito aqui é quando "a carapuça serve" para o não alvo.
As reações são diversas e na maioria das vezes engraçadas, pois dependendo do que foi escrito a pessoa se sente ofendidíssima, e isso geralmente acontece com as mulheres. Se formos fazer estatísticas de quantas frases são postadas direcionadas a alguma pessoa, tenho certeza que a grande maioria são para o sexo feminino. Basta verificarmos a quantidade de frases com a palavra recalcada hahahaha e eu acabo me divertindo com isso.
Posso dizer que sou maldosa e faço isso as vezes para verificar as reações das pessoas, e sei como é, pois como humana também já senti algo que pareceu ter sido enviado para mim e não era. O bom é que isso acaba servindo para uma análise do nosso comportamento, pois a indireta não era pra mim, mas eu senti algo que pareceu ter a ver comigo, e esse tipo de coisa acaba me fazendo pensar.
E quando reclamamos da atitude de alguém, seja por ter praticado bullying/preconceito, ou sei lá, e as pessoas começam a se revoltar com o tal "ninguém tem moral para falar de mim". A cada tuitada, uma sentença.
De um certo modo, nós mesmos acabamos nos julgando e como é difícil aceitarmos que fazemos isso, pois se tal indireta não foi para mim...por que eu achei que fosse? Por que eu me ofendi? Querendo ou não, seguimos regras de comportamento, e precisamos disso para conviver numa sociedade. E assim vivemos em eterno conflito, onde dizemos que não nos "importarmos" com opiniões alheias, mas isso é realmente verdade? Creio que não...

O BABA OVO

O baba ovo é o cara que não tem medo de fazer o papel ridículo para tentar "pegar" mulher, e na maioria das vezes nem pega, pois fica babando em mulher que se acha a tal e só quer caras ao redor que a fiquem bajulando.
Esse tipo curte tudo o que a mulher posta, qualquer idiotice ele está lá, e ele comenta até assuntos que não entende, o que deixa mais evidente a burrice dele.
E quando a garota publica uma foto no facebook, ele é o primeiro a fazer comentário, e não apenas um, mas vários!!! Já que a guria agradece e o motiva a continuar jogando confetes e com isso lá vem outros "baba ovos" fazendo o mesmo, então vemos:
Gostosa!
Delícia!
Top, musa, linda!
*______*
Com vc eu caso!
Poxa!? Que coxa!
Vai ser linda assim aqui em casa!!!
E por ai vai, enquanto a moçoila fica agradecendo e mandando os seus aiiinnn, ounnn...e o baba-ovo achando que tem alguma chance hahahaha o cara fica como um tapado e ainda acaba entrando até em briguinhas entre mulheres para ficar bem com a moça, achando que ganhará algum ponto. A que ponto um "homem" é capaz de chegar para tentar conseguir uma mulher?! É engraçado ver esses tipos bizarros nas redes sociais, e o pior é quando a mulher o elogia só para mantê-lo aos seus pés, e o cara nem se toca. O homem acaba perdendo a sua personalidade com toda essa babação, pois ficamos saber quem realmente ele é, e qual a mulher que se interessará por alguém assim? E o pior é que dependendo da situação poderá até aparecer quem se interesse, mas não será por ele, e terá algo por trás...tudo indica...

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

INTOLERÂNCIA RELIGIOSA

Religião é um tema difícil de se discutir, por ser algo que envolve fé e emoção, há uma carga de sentimentos, herança familiar, e a crença em algo não visível aos olhos.
A crença religiosa assim como a ideologia política são coisas difíceis de serem mudadas em alguém, e como cada um tem a sua opinião formada sobre ambos, o melhor a se fazer é respeitar o outro, mas até isso é complicado.
Difícil compreender o por quê das pessoas se incomodarem com a religião do outro, principalmente, os mais fanáticos que acham a sua religião a correta ou superior as demais.
Cresci numa família católica, espírita e umbandista, e sinto-me bem por ter sido criada num ambiente com essa mistura, esse sincretismo religioso, pois tive desde pequena uma visão sem preconceitos religiosos, e com o passar dos anos fui analisando os pontos negativos e os positivos de cada uma delas. E graças a isso, tenho a consciência de que nenhuma delas é perfeita, já fui em missas da igreja católica apostólica romana, da igreja católica brasileira, em centro espírita, em terreiro de umbanda, em terreiro de candomblé, em cultos evangélicos nas igrejas Batista e Renascer. Digo que ainda quero ir em igreja numa igreja ortodóxa, num templo budista e ....judaíco, pois gosto de conhecer crenças diferentes, e de todos os lugares que já fui há sempre algum ponto no qual eu me identifico, tento enxergar o melhor, e desses há aquele que me atrai mais. Assim como também respeito os ateus e os agnósticos, já que eles também tem os seus fundamentos para não acreditar em uma força divina.
Não consigo entender como algo ligado ao BEM, que é o que todos esperam, possa causar o MAL, onde pessoas utilizam a religião/Deus para disseminarem o ódio e se matarem, o por quê de não aceitar que cada um tenha ou não a sua fé? No que a crença do outro afeta a minha vida? Por que eu não posso conhecer o outro e ao menos respeitar, ou tolerar. Precisamos coexistir, como diria o Bonno U2.
Sabemos que em todas as religiões assim como na sociedade em geral existem os charlatões que se aproveitam da fé alheia para aplicarem golpes, mas também há aqueles que agem com honestidade, e muitas pessoas se utilizam do erros de alguma religião que não goste para generalizar e agir com preconceito, e para isso há que se saber diferenciar o que há de errado, tentar separar o joio do trigo, e mais uma vez repito é necessário o RESPEITO!

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

MULHERES E OS FILMES PORNÔS

Mais uma polêmica, ou seria um tabu, já que é o comum pensarmos que somente os homens assistem vídeos ou filmes pornográficos. Mas não é bem assim...
Por mais que o mundo se modernize esse é um tema ainda tabu, pois meninas e meninos ainda são criados com modos diferentes quanto ao sexo por muitas famílias, onde o machismo está enraizado e até as mulheres carregam isso dentro de si, e digo por mim que por vezes me pego num desses machismos, mas me policio e caio na real hahahaha
Lembro que na minha infância lá pelos 8 ou 9 anos (sei lá, não lembro a idade exata), mas via chamadas de filmes para adultos nos canais abertos, e acabava assistindo as escondidas, naquele momento em que a minha mãe capotava no sofá da sala e eu torcia para que ela não acordasse hahahaha mas sem noção alguma sobre masturbação, e achava interessante, não virei uma mulher adulta tarada, mas tive uma iniciação através desses filmes, os quais hoje se eu rever acharei suaves, em relação aos que já assisti atualmente. Outra coisa que eu fazia também, olhava umas revistas meio que novelas só que pornográficas hahahaha eu descobria essas revistas escondidas. Como os meus pais são das antigas, eu tive que me virar para descobrir como "funcionavam" as relações sexuais, através de livros, revistas, vídeos e tals, e também muito pela minha timidez e criação, fui buscando informações sozinha.
E acho sim, que esses filmes sejam válidos para umas "descobertas" e também para aumentar a excitação, o tesão, ou o que seja, e muitas mulheres gostam e muito, umas mais e outras menos.
Quem nunca buscou um videozinho no redtube? Ou "sem querer" parou no Sexytime do MultiShow? Não sejamos hipócritas hahahaha gostamos de prazer e diversão.
Sou super a favor de que seja feito tudo o que der vontade e não prejudique ao outro, e não consigo enxergar a pornografia como algo ruim (exceto a pedofilia e outras que sejam crimes), e é claro que tem idade para isso, fui descobrindo na infância sem que os adultos soubessem, fiz o errado (risos), mas cresci sem que isso me prejudicasse, pois consegui enxergar o sexo como algo natural, o que de fato é, afinal!
Infelizmente, muitas mulheres ainda sentem vergonha de sentir prazer, e de admitir que sentem desejos iguais aos masculinos, pois sabem que poderá haver algum tipo de desaprovação. Não é fácil, mas vamos seguindo tentando quebrar esses tabus!


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

FEMINISMO E O CAVALHEIRISMO

E o feminismo? Movimento que conquistou direitos importantes para as mulheres, o qual não podemos negar, e ainda assim falta muita coisa, pois a discriminação ainda é forte.
Mulheres lutando por direitos iguais, melhores condições de trabalho, junto a equiparação salarial em relação aos homens, além de pedir o respeito.
Agora falarei sobre pontos negativos do radicalismo feminista, sou dessas que não gosta de extremismos, por acreditar que os extremistas não consigam enxergar de maneira correta outros pontos de vista, todos precisamos de equilíbrio e ponderação.
Noto que o radicalismo fez muitas pessoas perderem o senso de respeito e educação entre homens e mulheres, e podemos constatar isso em relação ao cavalheirismo, o qual não é aceito por radicais feministas, por acreditarem ser algo que rebaixe as mulheres.
Sim, temos que lutar por direitos iguais, como os cargos em empresas, os quais temos a mesma competência que os homens, mas não podemos negar a diferença física entre os sexos, nós mulheres somos mais frágeis e também mais sensíveis, e aquele que é mais forte, o homem, agirá como um protetor que é uma questão de instinto.
Prefiro ,viver num mundo, em que os homens tratem as mulheres com educação, respeito e também proteção, e não entendo isso como submissão, desde que evidentemente não haja exageros na proteção.
Qual a mulher que não se sente lisonjeada quando um homem abre a porta do carro para ela? Quando a coloca para andar do lado direito da calçada, quando a defende de algum malandro, quando oferece um lugar para que ela se sente no ônibus, quando lhe dá a passagem ao descer ou subir o ônibus, quando lhe cumprimenta educadamente? Não consigo entender esses gestos como subjugação, pois prefiro conviver com cavalheiros.
Quando ando pelas ruas, e principalmente, quando estou andando de transporte público fico perplexa ao ver homens mal educados que nem lugar para senhoras idosas oferecem para que se sentem, sei que há mulheres também mal educadas, mas já vi homens usarem como argumento "os direitos iguais feministas" para não oferecerem o seu lugar no banco.
Atualmente, quando vejo algum homem perguntar para uma mulher se ela quer se sentar no banco, fico surpresa e com algo que acredito ter sido comum antigamente, na época dos bondes. Sei que tem gente que me dirá, que essa atitude tem segundas intenções se a mulher for bonita, sei que tem isso também, mas já vi um mesmo homem que me perguntou se eu queria sentar no banco, fazer isso com outras mulheres e senhoras, e essa é a diferença, respeito, educação e cavalheirismo. Por favor, aos homens de verdade não percam isso, pois se existem as radicais feministas que não gostam, existem as mulheres que apreciam e muito gestos como esse.


domingo, 3 de fevereiro de 2013

O MARIA-MOLE

Vamos a mais um homem ou mulher típico das redes sociais, que é o(a) Maria-mole, mais uma pauta vinda de conversa com a minha amiga Lorena ( @LohSEP ). Esse é mais um tipo sem noção que cai de paraquedas em seu perfil, ele faz as perguntas básicas sobre a sua vida e em poucos instantes já lhe pede em "casamento".
Ele é simplesmente a sua metade da laranja, só que ao contrário. O Maria-mole ama tudo o que você faz, adora as mesmas músicas que você ouve, e logo em seguida já lhe chama de meu amor... Ahnn?! Como assim?! Meu amor?!?! Sim, quando temos alguma experiência ou noção dos níveis de cantadas, já nos espantamos e identificamos o tipo de cara, e por isso acredito que meninas ainda devem cair na lábia deles por deslumbramento ou por carência, o que seja.
E os apelidos? Já citei o meu amor, mas temos também o minha princesa, minha rainha, minha gatona, minha gatinha e por aí vai...isso acontece nos primeiros minutos de conversa, além disso ele começa a despejar as belas frases feitas em conjunto com as promessas de "amor eterno": eu lhe prometo ser fiel por todos os dias de minha vida; eu nunca conheci alguém como você; você estava escondida em que lugar do mundo?; você só pode ser uma E.T.; eu sou todinho seu; você é a nora que a minha mãe pediu pra Deus; eu vou fazer de você a mulher mais feliz do planeta; como você pode ser tão perfeita?; você nasceu pra mim e eu nasci pra você, e etc. Nem vou continuar, pois o repertório de frases feitas é praticamente infinito.
Além dessas frases clichês, também temos o maria-mole poeta, e esse pega umas poesias de Drummond, de Vinícius de Moraes, de Luís de Camões, e então temos o:
"Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer."
E deixo claro que amo poesias, mas esse tipo de cara chega num nível que me faz odiar hahahaha...por favor, há o tempo e o jeito certos, sem apelação melodramática.
Se o Maria-mole levar um fora, prepare-se para o drama, pois assim como o seu amor que é "infinito", o seu drama será maior ainda, caso você curta uma depressão, ou sessão de lamúrias, boa sorte! Ou se quiser se livrar deixe-o no vácuo ou dê um bloqueio imediato. Vamos combinar que alguém que já te ama nos minutos iniciais de tecladas e que lhe jura amor eterno não pode ser normal, e parece-me que o melhor a se fazer é já eliminá-lo, ou caso queira testá-lo, vá em frente, mas com precaução e moderação.


sábado, 2 de fevereiro de 2013

MÚSICAS QUE LHE FAZEM TIRAR A ROUPA

Soa como música aos meus ouvidos saber que música te dá vontade de tirar a roupa...péra! Soa como um striptease aos meus olhos. Uepaaaa!
Músicas? Elas nos dão todos os tipos de sensações, seja de tristeza, melancolia, saudade, amor, agito, loucura, e nos traz também a excitação. Quando começo a analisar isso, é como se eu entrasse numa viagem, pois quando imagino músicas para tirar a roupa lembro-me de cenas de filmes como o "9 semanas e meia de amor", e alias nesse filme eu piro com aquele "You can leave your hat on" do Joe Cocker e a Kim Basinger fazendo o strip para o Mickey Rourke (quando ele ainda era lindo), muito difícil não se excitar com aquela cena e a música que dá o tom máximo.
E há também a cena clássica da Demi Moore, no filme Striptease, ao som de "Sweet Dreams are made of this", não há como não pensar em tirar a roupa ao ouvir essa música, e para quem assistiu não esquece jamais da atriz no palco de camisa e gravata sensualizando.
Citei essas cenas clássicas que muitos se lembram quando falamos em músicas para tirar a roupa, existem outras também com essa vibe insinuante e que todos sentem como as desses filmes, mas isso depende do gosto musical de cada um.
Consigo dar uma variada no meu repertório e nele estão Lenny Kravitz com American Woman, Alicia Keys com Fallin, Joan Jett com I Love rock'n roll, Aerosmith com Crazy e existem muitas outras...é só botar a memória e a imaginação para funcionarem. E eu que sou bailarina de dança do ventre, e por ser uma dança sensual as pessoas imaginam que eu já tenha feito algo do tipo para algum homem, mas ainda não dancei com exclusividade hahaha... é como diz aquele velho ditado "em casa de ferreiro, o espeto é de pau". Quem sabe um dia eu dance, afinal as músicas árabes também são inspiradoras.
Sempre tem aquela música que te alucina e faz você querer subir no balcão do bar e fazer um show hahahaha quem nunca? Bebeu todas e quis subir na mesa, no balcão e dançar, e arrancar a roupa. Haja controle! E quando a pessoa vê a barra de ferro e quer partir para o pole dance? Tem que ter muito controle, pois se o teor alcoólico estiver nível hard poderá ser trágico. Cuidado, meu povo! Hahahaha
Enfim, temos que curtir a vida, sentir essas músicas, fazendo striptease ou não, cada um ao seu modo. E como esse tema foi ideia da minha amiga Lorena ( @LohSEP ), vou postar algumas músicas que ela curte, além das que eu já citei também. Lá vai: 
Joe Cocker - You Can Leave Your Hat On ( cenas de 9 semanas e meia de amor)

Eurythmics - Sweet Dreams (Are Made Of This) - Cenas da Demi Moore em Striptease
Aerosmith - Crazy
Sade - No Ordinary Love
Charles & Eddie - Would I Lie To You
The Rolling Stones - Anybody Seen My Baby
Pink Floyd - Wish You Were Here
Bob Marley feat Lauryn Hill - Turn Your Lights Down Low
Alicia Keys - Fallin
Lenny Kravitz - American Woman
Joan Jett - I love Rock'N Roll
 E por ai vai...

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

DEPILAÇÃO PUBIANA: MULHERES SIM, E OS HOMENS?

Vejo sempre os homens reclamando de mulheres que não se depilam, e ficam com aquela floresta, mas e os homens?
A maioria das mulheres fazem a depilação para si e também por causa eles, tendo por objetivo o sexo, mas também por achar mais higiênico. Apesar de ginecologistas afirmarem que não é certo fazer a depilação pubiana, pois os pêlos estão lá para proteção e não devem ser totalmente retirados. Mas por outro lado, em uma matéria publicada recentemente no G1, foi dito que a depilação pubiana vem crescendo no mundo e com isso notou-se a redução de "piolhos" ou "chatos" nessa região. Ao final do texto segue o link sobre a matéria citada.
E quanto ao sexo oral é muito mais prazeroso sem os pêlos, imagino a cara do homem ao se preparar para por a boca e de repente dá de cara com uma "peluda" hahahaha...complicado! Deve ser brochante para o homem que vai fazer na mulher ter que desvendar o matagal.
Não fiz uma pesquisa mais apurada, mas algumas mulheres que eu conheço e as que vi dando opiniões em redes sociais dizem preferir que o homem depile a área povoada por pêlos hahahaha afinal se gostam da mulher depilada devem fazer o mesmo? Por que não? Vamos combinar que não é legal fazer o oral, e de repente vem aquele fio de pentelho na boca, e o sexo oral no homem abrange outras regiões e eventualmente poderá atingir um lugar com pêlos. Além disso, existem situações em que o casal quer usar, ou melhor, irá se lambuzar com leite condensado, doce de leite, calda de chocolate e outras cositas más, só que os pentelhos acabam estragando um pouco a brincadeira.
Mulheres são mais "nojentinhas" mesmo, e os "homens atuais" também não ficam atrás, e por esse motivo a maioria pede, por favor, que os homens se depilem também, passem a máquina ou façam uso da gilete, pois o prazer será mais satisfatório para ambas as partes.
Nesse caso a "mata atlântica" deve ser desmatada, pois a preferência é pela "serra pelada". E no final, todos agradecem!
P.S.: mas ainda assim sei que existem pessoas que não ligam para os pêlos e vão de boa hahahaha


http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/01/reportagem-liga-depilacao-pubiana-menor-incidencia-de-chato.htmlhttp://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/01/reportagem-liga-depilacao-pubiana-menor-incidencia-de-chato.html