sábado, 3 de maio de 2014

DANÇAR COM PAR

Nem lembro se já relatei que sou uma pessoa descoordenada, desastrada e afins. E agora comecei a fazer dança de salão, e está sendo uma luta!
Sempre fui frustrada por não conseguir dançar como a maioria das mulheres, dançar com alguém. Até consigo me virar quando estou sozinha, arriscar uns passos doidos e dar uma sambadinha, mas quando um homem tenta me conduzir, ahhhh meu amigo...cuidado com os pés! Sou lerda para aprender, só depois de um bom treino que os passos saem.
Se é pra girar para esquerda, vou para a direita, se é para ir para fora, eu vou para dentro, e desse modo consigo deixar os passas mais difíceis. Tinha que ser a Ana!!!
Apesar dos pesares, estou aprendendo e com muita luta (quem diria?!). O suor está rolando e muito, ainda não cheguei as lágrimas, mas não duvido.
Sei que hoje fiquei muito feliz por ter aprendido como fazer alguns giros no forró é na gafieira, daí eu vejo claramente que sou a típica nerd, péssima em contato corporal (voltado para a dança), e um desastre em esportes coletivos, disso eu desisti faz tempo e não pretendo insistir, melhor continuar cornetando de fora.
Enfim, a dança de salão foi um dos desafios que me propus a fazer em 2014, e somente sossegarei quando estiver riscando o tablado na gafieira. Preciso ter orgulho de mim dançando, vencerei esse desafio, basta de desistir daquilo que eu desejo.
Para alguns a dança pode não ser algo necessário, e entendo já que cada um tem as suas prioridades, e para mim é essencial saber dançar. Quando acerto os passos, sinto-me nas nuvens, parece que vou para outra dimensão, os problemas somem, e sinto aquele cansaço gostoso, aquela satisfação de ter feito algo bonito, ao menos um pouco de alegria no recinto.
Vem dançar comigo!

3 comentários:

Bruno disse...

Adoraria saber dançar, mas sou totalmente descordenado, situação piorada quando estou com alguém também, rsrsrs

Você escreve muito bem, e com sinceridade, parabéns!

Bjos!

Felipe Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandre Reis disse...

E eu que já tentei e sei que não consigo. Morro de vergonha de dançar. Já tive namorada que amava lambada e acaba dançando com outros por que eu era péssimo. Tive uma namorada que dançava ballet clássico e adorava sair para dançar. Tentei aprender, inclusive dança de salão, mas desisti, não nasci para isso.
Tomara que você consiga o seu intento, mas Mulher dançar mal não é de todo problema, o ruim é o Homem que não sabe conduzir uma mulher na dança,