sexta-feira, 25 de abril de 2014

NÃO QUERO NADA

Bipolaridade? Talvez, mas só por hoje eu não estou a fm de nada e nem de ninguém. Nem de paparicos por atenção, ou outra coisa qualquer.
Não quero saber de aventuras, mas somente de mim. Quero ficar com a minha paz, distante do que não me agrega nada e daquilo que me fará mal.
Hoje não estou a fim de nada, nem do que se passa ao meu redor, bem distante de intrigas e de cantadas baratas. 
Cansada de pedreiragem com segundas, terceiras, quartas e quintas intenções.
Sem saco para joguinhos de palavras, frases de efeito e blábláblá.
Não estou a fim de trocar ideia, ler ou ouvir elogios, ou o raio que me parta.
Não quero cafuné, afago ou abraço, somente ficar com a minha solidão, já que ela é a minha única e maior companheira, e comigo estará até a morte.

Um comentário:

Felipe Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.