quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

OLHOS DE RESSACA

E cá estou usando uma expressão de Machado de Assis que é "os olhos de ressaca", aqueles os de Capitu, mas nesse caso os olhos e o ponto de vista são outros.
E esses meus olhos de ressaca que se embebedaram e despertam de um pesadelo, de dúvidas e dúvidas, e o fantasma da traição...será que houve? A sensação de que talvez sim fica em minha mente, e parece por influências fazer sentido. Ah como a mente viaja! A dúvida ficará sempre no ar. A traição de sentimentos sempre existirá inflada pelas suspeitas. E ela me disse que sim...em que acreditar? Melhor esquecer? Sim, mas a mágoa e a dúvida jamais serão extintas

Um comentário:

Daniel Kullmann disse...

...O não como o de uma rejeição, há dúvida de não ter tentado!